Chácara antiga é transformada em casa descolada

Esse post pode ser considerado um post-irmão desse daqui: Apartamento decorado com móveis de brechó (que por sinal é o mais lido desse blog!). Esse casal conseguiu decorar de uma maneira absolutamente criativa essa casa com apenas 30 mil reais (gente, pra decorar uma casa inteira, isso é pouco dinheiro!).

Via casa.com.br

Texto: Flávia Pinho (SP)
Fotos: Eduardo Aigner (DF)

O apelido da propriedade diz muito sobre seu passado: Muquifinho. Ainda é assim que a jornalista Manoela Frade, 32 anos, e o fotógrafo Eduardo Aigner, de 39, se referem a essa antiga chácara. “A casa era do meu pai e cresceu aos poucos, com puxadinhos”, conta Manoela. “Só havia quinquilharias, era o destino dos móveis que ninguém queria mais.” Quando decidiram viver juntos, em março de 2009, a jornalista e o fotógrafo escolheram morar ali e dar alma nova ao lugar. Foram quatro meses de reforma com orçamento contado: R$ 30 mil. A construção original, de 100 m², não chegou a crescer, porém ficou mais espaçosa depois que parte das paredes internas foi derrubada – ex-estudante de arquitetura, Eduardo é o autor das soluções mais criativas do projeto. Finda a obra, os dois se mudaram com a casa praticamente vazia. “Só havia um colchão e um banco”, lembra Manoela, hoje cercada de peças que são a cara do casal. Sentiu vontade de morar em uma chácara? Valorize seus cantinhos verdes! Damos 23 dicas para valorizar as varandas!

Preços pesquisados em novembro de 2010, sujeitos a alteração.

Uma grande porta de correr pronta seria cara demais, então Eduardo encomendou os trilhos a um serralheiro e instalou, sozinho, os componentes de madeira. Portas de correr – Uma fecha o quarto e outra, a sala. Cada uma delas combina folha de madeira roxinho (R$ 660, o par) e trilhos inferior e superior (R$ 1000, na Serralheria Kincas).

Finda a obra, os dois se mudaram com a casa praticamente vazia. “Só havia um colchão e um banco”, lembra Manoela, hoje cercada de peças que são a cara do casal.

Eliminada a parede que separava a sala da cozinha, sobrou um pilar, transformado em quadro de recados. Em torno dele, a bancada de alvenaria atua como mesa de jantar. Piso – O cimento queimado cobre toda a casa, com exceção do quarto. O material custou R$ 432 Ladrilhos hidráulicos. Comprados a R$ 10 a unidade na Fábrica de Mosaicos, ficaram em R$ 740: são 25 peças na bancada e 49 no piso da cozinha. Cadeiras Modelo DSR, de acrílico, de Charles Eames. Pé Palito Antiquário & Arte, R$ 480. Peça com assento de palha (R$ 80) do Casarão Antiguidades, no Rio Grande do Sul.

A mesa de fazenda foi garimpada há sete anos em um brechó. Encostada à parede, funciona como bancada dupla de trabalho. O casal não tentou disfarçar o desgaste do tampo – a beleza das imperfeições é realçada pelo visual moderno das cadeiras.

O banco de madeira e palha é o xodó dos moradores. Trata-se de uma peça herdada, a única que estava na casa no dia da mudança. Ocupa lugar de destaque junto à entrada. Prateleiras e cabideiros enfeitam e, ao mesmo tempo, driblam a falta de armários. A peça fixada acima do banco é antiga e pertencia à família de Eduardo.

A acanhada janela deu lugar a uma abertura que enche de luz os ambientes. Peças de família, aquisições recentes e itens de brechó se unem para contar a história dos moradores. O móvel com divisórias para discos de vinil agora guarda material fotográfico. As fotos de autoria do dono da casa levam molduras quase invisíveis, acompanhando a linguagem contemporânea da decoração. Cadeira dupla era de um cinema antigo. Pé Palito Antiquário & Arte, R$ 360. Porta-balcão – A peça mineira, de peroba-rosa, ferro e vidro, foi encomendada ao Antiquário Maria Barbosa por R$ 2400. “Foi nossa maior extravagância”, admite Manoela.

Surpresa! Brinquedinhos coloridos aparecem colados de cabeça para baixo na viga sob o teto. Eduardo usou cola Super Bonder (Loctite) para fixá-los. Banquinhos espalhados pela casa dão graça e funcionam como curingas quando há visitas. Na área social, a peça rústica ainda com restos de pintura é do Casarão Antiguidades. Já o modelo tripé foi trazido de uma loja de artesanato de Montevidéu, no Uruguai.

Intervenções de peso modificaram o recanto do casal: o antigo banheiro social foi incorporado ao quarto e, hoje, é uma espécie de closet. Espelhinhos em molduras plásticas, desses vendidos em camelô, formam a divertida composição da parede. Desprovida de boxe ou cortina, a área do chuveiro exibe um nicho, recortado na alvenaria, para xampus e companhia. Pastilhas de vidro – A área de banho demandou 100 folhas de pastilhas Sicmosaico, de 32 x 32 cm, da Sicmol. Preço: R$ 546 na AC Coelho (não trabalha mais com o material). Bancada de madeira teca (2,25 x 0,60 m, com 3,5 cm de espessura), tratada com verniz marítimo. Tozetti Madeiras, R$ 543,60. Cuba de apoio – Modelo L70, da Deca. AC Coelho, R$ 335. Banquetas plásticas – Três peças Pop 70, da Tok & Stok. R$ 36,90 cada.

O pilar remanescente do antigo banheiro delimita o guarda-roupa. Tubos de aço ordenam os cabides, enquanto o gaveteiro laqueado acomoda roupas íntimas. A cama é valorizada pelo painel de tijolos rústicos, enfileirados de forma a garantir um visual moderno. “O pedreiro achou estranhíssimo, quase se recusou a fazer”, conta Eduardo. O edredom de malha branca (Zelo) faz fundo neutro para as almofadas estampadas e o tapete de couro de vaca. Closet – Dois tubos de aço galvanizado (1 polegada de diâmetro) formam as araras. Casa Leal, R$ 57 (incluindo cabos de aço e acessórios para fixação) Gaveteiro Tely, da Tok & Stok, R$ 495. Painel – Feito de tijolos com pequenos defeitos. Central Materiais para Construção, R$ 300 o milheiro. Poltrona: A peça VK, dos anos 50, de jacarandá e veludo, é do designer Vladimir Kagan. Pé Palito Antiquário & Arte, R$ 1800.

A parede da cozinha recebeu duas fileiras de cobogós – blocos cerâmicos vazados que ventilam e iluminam naturalmente a área. Nas peças, Eduardo colou outros brinquedinhos da coleção de Manoela: minivasos com flores de plástico.

As luminárias são um show à parte. “As únicas de que gostávamos custavam caro demais”, lembra a moça. As soluções, novamente, saíram da cabeça do fotógrafo, a exemplo do modelo perto da entrada principal: uma simples pranchinha de madeira com quatro lâmpadas. Funis de alumínio foram promovidos a lustres e aparecem em todos os cantos. Os dois exemplares pendentes sobre a mesa de jantar estão cerca de 70 cm acima do tampo. Dentro deles, escondem-se lâmpadas incandescentes do tipo bolinha, de 60 w.

A fiação corre por fora das paredes, em tubos de alumínio, o que facilita a manutenção, porém demandou mais investimento. Instalações elétricas – Os 30 m de tubos de alumínio mais o restante do material elétrico saíram por R$ 1 989 na Elétrica Estrela. O serviço ficou a cargo dos pedreiros e saiu por R$ 2 mil.

A ideia inicial de instalar prateleiras retangulares na área ao lado do fogão não deu certo. “A estante ficou escura, pois a luz vinda do teto não chegava a todos os cantinhos”, lembra Manoela. As peças foram então cortadas em triângulos pelo próprio morador. Um paneleiro de ferro, típico das casas de fazenda, ainda faz bonito no século 21. Por questão de economia, no lugar de um armário, a bancada da pia ganhou uma brejeira cortina listrada. Estante – Uma chapa de MDF (2,75 x 1,85 m x 15 mm*) rendeu as 11 prateleiras e os sarrafos de apoio. Tozetti Madeiras, R$ 132. Cortina da pia – Feita de brim impermeabilizado, custou bem pouco: R$ 30 de material e R$ 20 de costureira. Um discreto cabo de aço sustenta o tecido Janelas – O modelo basculante Maxim-Ar, da Gravia, mede 1 x 0,60 m e leva pintura eletrostática branca. Leroy Merlin, R$ 225,50 cada.

Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Chácara antiga é transformada em casa descolada

  1. lais disse:

    adoreia a chacara

  2. Estava lendo teu post e me deparei com a parte dos cabos, mesmo o tópico não sendo totalmente este. Vale a pena ler. Wilson

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s